O Poder das Palavras

Felipe Miranda O. Morais Artigos Deixe Seu Comentário

O Poder das Palavras

É necessário distinguir PODER de INFLUÊNCIA

 

“As palavras não tem poder,
mas podem exercer grande influência.”

 

A única Palavra que tem o PODER de determinar será aquela que for proferida pelo próprio Deus!

 

Veja bem, se alguém, apenas proferindo palavras, pudesse determinar seu futuro, logo esse seria um “deus”. Pois apenas Deus tem esse PODER.

 

Afinal…

O que é Maldição?

Maldizer é DIZER coisas MÁS

Vem de “dicção” [dizer, falar, pronunciar]

MALDIÇÃO em Latim, male, [mal] e dicere, [dizer, falar], formaram maledicere [maldizer], que inicialmente significava apenas “falar mal de alguém”.

 

Porque a palavra do rei tem poder;

e quem lhe dirá:

Que fazes?

Eclesiastes 8:4

 

Que tipo de “PODER” tem a palavra de um rei? Seria uma espécie “poder espiritual”? Não. Contudo, tanto um rei quanto um juiz desfrutam de uma posição que lhes conferem autoridade suficiente para decidir, determinar, julgar, etc.

No entanto, a palavra de Deus é suficiente para cancelar até mesmo a determinação de um rei ou juiz. Pois Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores! (1Tm 6:15; Ap 19:16)

 

Pois o Senhor é o nosso juiz,

o Senhor é o nosso legislador,

o Senhor é o nosso rei;

é ele que nos salvará.

Isaías 33:22

 

Vemos hoje em dia, muitas pessoas temendo o “poder das palavras” em suas vidas.

“As Palavras têm Poder!” dizem assustadas umas às outras. Pregadores gritam alto nos púlpitos afirmando que os ouvintes precisam passar por uma espécie de “oração forte” para ficarem livres das maldições que carregam…

 

Na verdade, qualquer maldição é FRUTO DO PECADO, portanto, enquanto estávamos sob o domínio do pecado, vivíamos debaixo de maldição.

Jesus respondeu:

“Digo-lhes a verdade:

Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado.

João 8:34

 

Porém, agora, estamos livres do pecado [não somos mais dominados pelo pecado], logo estamos livres das maldições!

Pois o pecado não os dominará,

porque vocês não estão debaixo da lei,

mas debaixo da graça.

Romanos 6:14

 

Na verdade, o próprio Senhor Jesus Cristo conquistou nossa libertação de todas as maldições na cruz!

Cristo nos redimiu da maldição da lei quando se tornou maldição em nosso lugar,

pois está escrito:

“Maldito todo aquele que for pendurado num madeiro”.

Gálatas 3:13

 

Infelizmente, muitas pessoas acreditam que o simples fato de alguém dizer-lhes que não irão conseguir algo, isso terá um efeito real em suas vidas. Acreditam que aquelas palavras, uma vez pronunciadas, irão exercer o poder de DECISÃO, como se isso fosse um DECRETO, está DETERMINADO que assim será, caso não haja uma INTERFERÊNCIA IMEDIATA para se “QUEBRAR ESSA MALDIÇÃO”.

 

Por que não há nenhuma orientação, método ou mandamento para se “Quebrar Maldições” na Bíblia?

Sempre podemos notar que em toda a Escritura Sagrada há um apelo para que o indivíduo pare de maldizer, pois isso trará muitos prejuízos para si próprio.

Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai,

e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

Da mesma boca procedem bênção e maldição.

Meus irmãos, não pode ser assim!

Acaso pode sair água doce e água amarga da mesma fonte?

Tiago 3:9-11

 

Observe que Jesus Cristo declara que quando alguém pronuncia más palavras contra outras pessoas ou a si mesmo, isso prejudica quem pronunciou [o torna impuro] e não o outro!

O que entra pela boca não torna o homem ‘impuro’;

mas o que sai de sua boca, isto o torna ‘impuro’

Mateus 15:11

Porque fazer orações para Quebra de Maldição todos os anos, se em Cristo fomos libertos de tudo o que carregávamos como velho homem.

“Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele,…”

Romanos 6:6a

“…, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas”

Colossenses 3:9b

Se, pois, o Filho vos libertar,

verdadeiramente sereis livres.

João 8:36

 

Quando alguém é amaldiçoado,

a única reação que foi ensinada pelo Senhor Jesus Cristo foi de

VENCER O MAL COM O BEM.

 

“Bendizei os que vos maldizem,

e orai pelos que vos caluniam.”

Lucas 6:28

Não se deixem vencer pelo mal,

mas vençam o mal com o bem.

Romanos 12:21

 

Eu, porém, vos digo:

Amai a vossos inimigos,

bendizei os que vos maldizem,

fazei bem aos que vos odeiam,

e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem;

para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;

Mateus 5:44

 

É interessante notar que a “Receita” que o Senhor Jesus Cristo nos deu é tão simples e muito mais poderosa que as “manias” aprendidas. Se você observar uma situação onde uma pessoa recebe uma maldição, a maneira em que ela se comporta às vezes é diferente, mas a reação e o motivo são os mesmos: O Medo!

Por exemplo: Se essa pessoa for Católica, provavelmente, ao ouvir uma maldição, ela baterá três vezes na madeira, ou fará o sinal da cruz, etc. Agora, se for Evangélica, ela dirá: “Tá Queimado!”, “Tá Amarrado!”, “Tá Repreendido!”, “Eu retiro essa palavra!”, “Eu não aceito!”, etc…

Ou seja, o que muda é a FÓRMULA ou a FORMA de reagir; não o OBJETIVO, nem o MOTIVO!

Qual o motivo?

(O Medo de que realmente essa palavra se cumpra em sua vida)

Sendo assim, tudo isso não passa de mera SUPERSTIÇÃO!

E, sabemos que o MEDO não provém de Deus!

 

No amor não há medo;

pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo,

porque o medo supõe castigo.

Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.

1 João 4:18

 

Deus é amor.

1 João 4:16b

“Porque Deus não nos deu o espírito de temor,”

2 Timóteo 1:7

 

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é;

as coisas velhas já passaram;

eis que tudo se fez novo.

2 Coríntios 5:17

 

EM SÍNTESE:

As palavras exercem INFLUÊNCIA,

não PODER!

O mais importante é que apesar de as palavras não terem “poder em si mesmas”, elas exercem uma grande influência sobre quem acredita nelas. Por exemplo: Quando alguém acredita que não conseguirá um emprego porque outra pessoa disse isso, então ficará psicologicamente debilitado.

É importante deixar bem claro sobre esse assunto que Deus protege seus filhos, e essa proteção é completa!

Se você acreditar que uma suposta “maldição” é tão poderosa que vai determinar seu futuro, então você não estará crendo que o Senhor está no controle de sua vida!

 

Vejamos o que disse o “profeta” Balaão quando foi contratado para amaldiçoar ao povo de Deus:

Como amaldiçoarei o que Deus não amaldiçoa?

Números 23:8ª

 

Balaão ao dizer essas palavras, sabia de um importante princípio: Apenas Deus tem autoridade para determinar uma maldição eficaz.

 

Como ao pássaro o vaguear, como à andorinha o voar, assim a maldição sem causa não virá.

Provérbios 26:2

 

As Sagradas Escrituras dizem que Deus habita em nossa vida:Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? 1 Coríntios 3:16 – Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? 1 Coríntios 6:19

 

Como poderia um cristão que é cheio do Espírito Santo, ser também “cheio de Maldições”?: Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente? 2 Coríntios 6:15

 

Pense bem: Ou você é Abençoado ou Amaldiçoado! Não dá para ser os dois!

Por isso mesmo fomos abençoados com todas as bênçãos de Deus: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo. Efésios 1:3

 

O fato de as palavras não determinarem o futuro de alguém,

não implica que possam ser ditas de qualquer maneira!

Precisamos tomar muito cuidado porque somos responsáveis pelo que falamos:Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado. Mateus 12:37 – Mas eu lhes digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. Mateus 12:36

 

Não basta deixar de maldizer, temos o dever de bendizer!

Há uma geração que amaldiçoa a seu pai,

e que não bendiz a sua mãe.

Provérbios 30:11-12

 

A PALAVRA QUE TEM PODER É AQUELA QUE PROVÉM DE DEUS!

O que Deus disser, certamente irá acontecer!

 

Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. Marcos 13:31 / Lucas 21.33 / Mateus 24.35

Assim será a minha palavra,

que sair da minha boca;

ela não voltará para mim vazia,

antes fará o que me apraz,

e prosperará naquilo para que a enviei.

Isaías 55:11

 

O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas; Hebreus 1:3

 

E disse Deus: Haja luz; e houve luz. Gênesis 1:3

E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. Gênesis 1:6

E disse Deus: …; e assim foi. Gênesis 1:6-7

E disse Deus: …; e assim foi. Gênesis 1:9

E disse Deus: …; e assim foi. Gênesis 1:11

E disse Deus: …; e assim foi. Gênesis 1:14-15

E disse Deus: …; e assim foi. Gênesis 1:24

E disse Deus: …; e assim foi. Gênesis 1:29-30

 

Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’”. Mateus 4:4

 

“A maldição do Senhor está sobre a casa dos ímpios,

mas ele abençoa o lar dos justos.”

Provérbios 3:33

“Basta ler Deuteronômio 28 para entender que:
o Senhor lança a Bênção para aqueles que Obedecem à Sua Palavra
e o mesmo Deus lança a Maldição àqueles que permanecem na Desobediência.