A Vontade Permissiva de Deus

Felipe Miranda O. Morais Livros Deixe Seu Comentário

A Vontade Permissiva de Deus

A Vontade Permissiva de Deus é também chamada de Vontade Relativa de Deus, pois revela a relação de Deus com os fatos, de acordo com as nossas atitudes.

De maneira nenhuma, a Vontade Permissiva de Deus implica em diminuir ou anular a Soberania Divina, pois até mesmo quando algo que acontece não constitui a plena Vontade de Deus para o homem, ainda assim tudo o que acontece está sob Sua tutela e nada acontece sem a permissão de Deus.

Ou seja, Deus é Soberano; seja qual for a situação, todos os resultados são por Ele instituídos.

– Jó –

Um Exemplo da Vontade Permissiva de Deus

O livro de Jó nos mostra um forte exemplo da Vontade Permissiva de Deus.

Jó era um homem bom e honesto, temia a Deus e procurava não fazer nada que fosse errado.

Deus permitiu que Jó sofresse todas as coisas, porque Ele tinha um propósito com tudo aquilo.

Jó nos ensina uma grande lição: “Se Deus fizer Ele é Deus, se não fizer, Ele continua sendo Deus; se Ele nos der algo, Ele é Deus, e, se Ele não nos der, continua sendo Deus”.

“O Senhor não é Deus apenas pelo que Ele nos faz,

mas pelo que Ele é”.

 

– José –

Um Outro Bom Exemplo da Vontade Permissiva de Deus

José, assim como Jó, sofreu muito durante sua vida. Foi vendido como escravo pelos seus irmãos foi preso injustamente, foi caluniado. Tudo isso ele passou porque Deus tinha um propósito muito grande em sua vida.

Mesmo assim, José não abriu mão da confiança em Deus, não murmurou contra o Senhor e não se rebelou contra os seus mandamentos.

José não precisava entender qual era a Vontade de Deus com tudo aquilo, precisava apenas cumpri-la.

Estar no centro da Vontade de Deus é exatamente isso, é viver da forma como o Espírito Santo nos orienta, é estar sempre firme, sabendo que a nossa situação no dia que se chama HOJE não significa nada em relação ao que Deus tem preparado para nossas vidas.

Observe que quando José estava preso, ele ainda se lembrava de seus sonhos, ainda cria que o mesmo Deus que lhe prometeu estaria ali para cumprir, e isso foi o que manteve a firmeza de José em todos os momentos de sua vida. José não recebia nem um salário mínimo, como muitos de nós, mas o Senhor não precisa de ajuda para fazer uma grande obra nas nossas vidas, nem precisa de cálculos matemáticos para nos abençoar com coisas materiais, pois Ele é o Dono do ouro e da prata, tudo pertence a Ele.

Se José recebesse algum salário mínimo, por exemplo, talvez José ficasse planejando, calculando, e se frustrasse ao ver que com as próprias mãos jamais seria realizado o seu sonho, mas ele confiava em Deus, então Deus mostrou para ele e para todos nós que quando promete, Ele mesmo tem suas maneiras para cumprir.

 

“Se você deseja a bênção de Deus,

Seja uma bênção em Suas mãos”.